Avianca e Avianca Brasil devem se unir em breve, afirma presidente

Avianca-e-Avianca-Brasil-devem-se-unir-em-breve-afirma-presidente

O presidente do conselho e acionista majoritário da Avianca internacional e um dos donos da Avianca Brasil, Germán Efromovich, afirmou que as duas companhias devem se unir em breve. De acordo com a agência de notícias Reuters, o executivo disse durante evento no Chile que buscará concretizar o mais cedo possível a fusão entre a Avianca Holdings, que opera com sede na Colômbia, e a Avianca Brasil, que atua no mercado doméstico brasileiro e é presidida pelo seu irmão, José Efromovich.

“A companhia, seu conselho e acionistas majoritários estão conscientes de que a fusão entre a Avianca Colômbia e a Avianca Brasil tem que ocorrer e tem que ocorrer o mais cedo possível”, explicou. “Estamos buscando criar as condições para que isso ocorra. Gostaríamos que fosse esse ano”, acrescentou.

 

A união entre as Aviancas pode trazer como maior impacto a união entre os programas de milhas LifeMiles e Amigo, ambos integrados à Star Alliance. O casamento, contudo, não é tão simples quanto possa parecer – em outubro Germán já apresentou a proposta de compra aos demais acionistas da Avianca colombiana, mas eles não se interessaram na aquisição da companhia brasileira.

A Avianca também finalizou a compra da companhia aérea argentina Macair, de propriedade do presidente Mauricio Macri.

Efromovich afirmou ainda que a Avianca Holdings definirá em abril um plano para postergar o recebimento de novos aviões com os quais se comprometeu, em meio à debilidade da demanda aérea na América Latina.

O executivo explicou que a Avianca tem uma estratégia “conservadora” para os próximos anos devido ao complexo cenário econômico nos mercados em que atua, motivo pelo qual não buscará aumentar a capacidade, mas ser mais eficiente para recuperar-se das perdas do ano anterior.

O plano inicial da companhia era renovar seus aviões a partir de 2017, para finalizar em 2024. “O que vemos agora é diminuir ao máximo e postergar esse início de troca de frota para 2019-2020”, disse Efromovich.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *